Art

Underwater Cosmic Flames

agosto 01, 2011,0 Comments


While becoming a better artist, I've seen myself demanding more and more of myself, never getting happy with the results I achieve or the little accomplisments I have done.
It might seem weird but I think all artists feel a bit like this at some point. Once you improve your skills, people start pointing out every single little flaw you do on your work, they forget you're creating something with your very own hands, that you're not a machine. Sometimes people forget about it and you end up forgetting about it too.
I felt a lot like this when I started achieving some kind of semi-realism with graphite so I decided to turn my passion to colour. I always had a trauma with colour because I was never able to use it properly but I saw myself getting more and more into it since I've started using it. I'm not the common colour-artist: I love vivid colours, I use and abuse of colour - I love colour in my everyday life and I try to put that feeling into my work. Life without colour is nothing.
It seems that, despite the many flaws I make in my colour work, people like it. They compliment it and ask me to create more and sometimes I witness myself being afraid of getting better and demanding more.
Drawing in colour is my artistic escape: I don't sketch any lines first, I just start working as I wish, I press hard with my pencils, I use colour too much, I have fun.
This drawing was another one in colour purely for fun. I saw myself having quite fun doing it and thinking that this is something I want to keep for myself, without criticism just because it's something I have done for MYSELF, because I love it. Still, I hope you'll love it too.

Enquanto me tornava uma melhor artista, assisti a mim mesma a tornar-me mais exigente comigo mesma, nunca estando satisfeita com os resultados que alcanço ou com os pequenos progressos que fiz.
Pode parecer estranho mas acho que todos os artistas se sentem assim numa determinada altura. Assim que começam a melhorar as tuas capacidades, as pessoas começam a apontar cada pequeno defeito que cometes no teu trabalho, elas esquecem-se que estás a criar algo com as tuas próprias mãos, que não és uma máquina. Às vezes as pessoas esquecem-se e tu acabas por te esqueceres também.
Senti-me muito assim quando comecei a alcançar uma espécie de semi-realismo com grafite por isso decidi passar a minha paixão para a cor. Sempre tive uma espécie de trauma com cor porque nunca fui capaz de a usar propriamente mas vi-me a gostar mais e mais de cor desde que a comecei a usar. Não sou a artista-cor típica: adoro cores vivas, uso e abuso da cor - adoro cor no meu dia-a-dia e tento colocar um pouco esse sentimento no meu trabalho. A vida sem cor não é nada.
Parece que, apesar dos muitos defeitos que tenho nos meus trabalhos a cor, as pessoas gostam. Elas elogiam e pedem para eu fazer mais e às vezes dou por mim a ter medo de melhorar e exigir demais.
Desenhar a cor é o meu escape artístico: não esboço linhas antes, apenas começo a trabalhar como quero, pressiono com força com os meus lápis, uso muita cor, divirto-me.
Este desenho foi mais um que fiz a cores apenas por diversão. Diverti-me imenso e pensei para mim mesma que isto é algo que quero guardar para mim mesma, sem críticas apenas porque é algo que fiz para MIM mesma, porque gosto. Ainda assim, espero que gostem também.

I'll leave you with two songs that inspired a lot this drawing: the first one got me to start it and the second made me company while finishing it. ♥

Deixo-vos com duas músicas que inspiraram muito este desenho: a primeira levou-me a começá-lo e a segunda fez-me companhia enquanto o acabava. ♥


Yoav ft Emily Browning - Where is my mind


In This Moment - World in Flames


I'd also like to thank Raquel (the same I've drawn here) for allowing me to draw her amazing picture! Quero também agradecer à Raquel  (a mesma rapariga que desenhei aqui) por me deixar desenhar a sua fantástica foto!

xx

P.S. - I'm thinking on doing bookmarks out of this drawing. Any thoughts on this? Estou a pensar fazer marcadores de livros deste desenho. Alguma opinião?

A ler também...

0 comentários: